domingo, novembro 15, 2009

Há coisas que são... automatizadas/robóticas


O nosso cérebro é inteligente, mesmo !!!
De aorcdo com uma peqsiusa
de uma uinrvesriddae ignlsea,
não ipomtra em qaul odrem
as Lteras de uma plravaa etãso,
a úncia csioa iprotmatne
é que a piremria e útmlia Lteras
etejasm no lgaur crteo.
O rseto pdoe ser uma bçguana ttaol,
que vcoê anida pdoe ler sem pobrlmea.
Itso é poqrue nós não lmeos
cdaa Ltera isladoa,
mas a plravaa cmoo um tdoo.
Fixe seus olhos no texto abaixo e deixe que a sua mente
leia correctamente o que está escrito.

35T3 P3QU3N0 T3XTO 53RV3 4P3N45
P4R4 M05TR4R COMO NO554 C4B3Ç4 CONS3GU3 F4Z3R CO1545 1MPR3551ON4ANT35! R3P4R3 N155O! NO COM3ÇO 35T4V4 M310 COMPL1C4DO, M45 N3ST4 L1NH4 4 SU4 M3NT3 V41 D3C1FR4NDO O CÓD1GO QU453 4UTOM4T1C4M3NT3, S3M PR3C1S4R P3N54R MU1TO, C3RTO? POD3 F1C4R B3M ORGULHO5O D155O! SU4 C4P4C1D4D3 M3R3C3! P4R4BÉN5!
Há coisas maravilhosas... não?
fonte: net

7 comentários:

zito azevedo disse...

E, apesar de tudo isto diz-se que apenas utilizamos 10% das nossas capacidades mentais...Por onde andarão os restantes 90%, meu Deus!
54UD4ÇÕ35...

Fonseca Soares disse...

A Drumir!
54UD4ÇÕ35

Anônimo disse...

A Fonte nao é NET nao meu caro! A Fonte é o livro de ciências cognitivas de um autor francês com um apelido italiano cujo nome me escapa neste momento! Uma leitura que se impoe e que ja li como é evidente...

Ninaja

Anônimo disse...

Eu nao tinha lido o Zito, pelo que volto para lhe dizer se ele tem mesmo certeza de que sao 10 por cento?!

Ele que fique mais atento pois é capaz de ficar cheio de vergonha quando souber que é muitos menos do isso. Ai é que é mesmo§?

O homem é de facto um animal preguiçoso!

Ninaja

Anônimo disse...

Eu acho que o conceito de integrados de Umberto Eco tem outro contexto; não se enquadra no desenho deste texto. Mas bom por que não se na maior parte das vezes temos a tendência para confundirmos o bico da obra com a obra do bico?!

Por exemplo tento participar neste espaço público no sentido que Habermas deu a este conceito mas oiço brasileiro de um palestrante brasileiro falando (eu diria a falar) na Radio nacional de Cabo Verde. De repente questiono o entusiasmo do brasileiro a querer que o caboverdiano fale brasileiro.

Digo brasileiro porque é mesmo brasileira a lingua inventada pelos brasileiros; é uma lingua com uma cultura propria diferente da lingua portuguesa, do português europeu, mais proximo do português falado pelo caboverdiano que foi para a escola. Descubro que me meti noutro beco, porque também ouvi na mesma Radio Nacional crioula um português que fala assiduamente vendendo o seu português ao meu povo crioulo que ainda nao conseguiu inventar a sua propria lingua.

Ninaja

PS:copiado parcialmente do kriolradio.blogspot.com

Licinha disse...

Can5od pa psu... e maj casod ainda...
Parcem grinhassim um tita usá sô 0,0001% de massa cizenta...
Um braça

Departamento de Português disse...

Excelente texto: obrigado por trazê-lo aqui. Tenho lido alguma coisa semelhante, mas não conhecia o texto dos números. Efectivamente, há coisas maravilhosas.