terça-feira, abril 08, 2008

Teatro nas Ilhas




A ÚLTIMA CEIA nos 150 anos da Cidade da Praia

Depois da estreia aqui no Mindelo, a 14 de Março passado – no âmbito de MAEÇO – Mês do Teatro, eis que surge a hipótese de ‘viajar’ para a capital. A 40ª produção do GTCCP-IC, A ÚLTIMA CEIA, adaptação a partir de APOCALIPSE NAU do escritor português Rui Zink, foi bem recebida pelo público mindelense que, uma vez mais, se reviu no trama, no palco, nas situações de vida. É, ‘esta peça fala da vida, de seres humanos banais, iguais a tantos outros no mundo. E a vida é, por definição, o reino onde cabem todos os epítetos. Um mistério onde, num segundo, tudo se pode esfumar numa memória, num grito, num perfume imaginário.

’A situação é bastante simples: estamos no último dia do milénio: três homens e duas mulheres apostam tudo. As probabilidades não são muitas. Porque o mundo vai acabar ao bater da meia-noite. É o próprio Diabo quem o diz. E o Diabo, como se sabe, nunca mente. Esta é pois uma história negra que retrata uma noite de passagem de ano de uma família de classe média em ruptura, na viragem do milénio, que pretende fazer-nos pensar e, se sobrar vontade para isso, sorrir. E ninguém nos garante que este não seja amarelo. O pior dos sorrisos.’

E… boa viagem… e muuuita merda!

3 comentários:

jad disse...

A equipa SAPO.CV (www.sapo.cv) deseja contacta-lo, por favor, deixe o seu e-mail.

jad disse...

A equipa SAPO.CV (www.sapo.cv) deseja contacta-lo, por favor, ceda o seu e-mail.

Teatrakacia disse...

tcha72@gmail.com