sexta-feira, novembro 09, 2007

O Fantasminha reproduz-se!

'Maman! Gent ta ixisti?'
Pluft e Maribel (Lucy e Luana)


Pluft, O Fantasminha é espectáculo de hoje no Teatro Victória
Data: 09/11/2007
A apresentação do espetáculo infantil Pluft, O Fantasminha, de Maria Clara Machado, acontece hoje no Teatro Vitória. Os horários das encenações serão às 9h30, 15h e 20h. Ingressos serão vendidos a R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).Pluft, é uma aventura repleta de emoção e suspense. Ele defenderá seu território, com a ajuda de Maribel (a neta do capitão Bonança Arco-Íris), Tio Gerúndio, e seus amigos marinheiros.O texto estréia com elenco de “O Grupo Ponta da Areia” e conta a história do rapto da Menina Maribel pelo cruel e ridículo Pirata Perna-de-Pau. O vilão vai esconder a menina no sótão de uma velha casa abandonada, onde vive uma família de fantasmas: a mãe, que faz deliciosos pastéis de vento e conversa ao telefone com Prima Bolha; o fantasminha Pluft, que nunca viu gente; Tio Gerúndio, que passa o dia inteiro dormindo dentro de um baú; e Chisto, o primo aviador que não chega a entrar em cena. A trama se concentra na procura do tesouro do avô da menina, o Capitão Bonança, que morreu no mar deixando a sua herança. Mas a grande chave da poesia teatral criada pela autora é a amizade que surge entre a Menina Maribel e o Fantasminha Pluft. Os momentos de comicidade ficam por conta dos amigos de Maribel, o trio clownesco João-Julião-Sebastião, que vai a sua procura para salvá-la. Fazem parte do elenco Ariane de Freitas, Laiza Guedes, Dhyanaina Alvaredo, Evandro Leite, Ariane Martins, Leandro Bonin, Airine Pisseli e Pedro Moita. Direção De Carlos Jeronimo. Para Ilíada de Castro, professora da ECA, Pluft, O Fantasminha é uma obra de arte. “A estrutura de texto e dramaturgia são excelentes. Ela trata de um tema que diz respeito ao medo, um assunto com que nos identificamos com muita facilidade. Veja bem: um fantasma que tem medo de gente. Já no começo da peça a pergunta do fantasma para a mãe é um deleite - mãe, gente existe? A autora inverte a situação fazendo um exercício de criatividade. Sem contar valores como solidariedade, amizade, coragem que são transmitidos com profundidade”. (BL)
Jornalista: Gazeta de Limeira



Aos ‘Akácias’ (e não só!) isto deve parecer mesmo um ‘déjà vue’!
O delicioso mundo do teatro da Maria Clara Machado sobe hoje, de novo, ao palco… mas em terras da autora... no Teatro Victória – (Limeira, Brasil).
Uma peça que precisa ser ‘reposta’ aqui no país!


Um comentário:

lam disse...

ça a l'air vraiment plein de vie et d'originalité ! le texte m'est une musique mais n'y copmprend goute , tant pis car j'aime la musique !
vive le théatre , d'ailleurs j'y vais là !
l